Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > CUT-AL PROMOVE ATO EM DEFESA DA SAÚDE PÚBLICA

CUT-AL promove ato em defesa da saúde pública

04/04/2013

A CUT-AL, juntamente com o Comitê Alagoas pela Revogação das OSs, promove na próxima segunda-feira (8), no calçadão do Comércio, uma mobilização em defesa da saúde pública.

Escrito por: Ascom

A Central Única dos Trabalhadores em Alagoas (CUT), juntamente com o Comitê Alagoas pela Revogação das OSs, realizou nesta segunda-feira (8), no calçadão do Comércio, uma mobilização em defesa da saúde pública e pela revogação das chamadas “organizações sociais” (OSs), criadas para viabilizar terceirizações e privatizações. O ato marcará a passagem do Dia Mundial da Saúde, comemorado no dia 7 de abril.

 

Durante a mobilização, foram recolhidas assinaturas para um abaixo-assinado que será encaminhado a Brasília, pedindo a revogação da lei que criou as OSs. A mobilização acontece em vários estados do País. 

As OSs foram criadas no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). O objetivo era descartar as normas do Regime Jurídico Único, o concurso público e a tabela salarial do setor público. De lá pra cá, os recursos estão sendo direcionados para o setor privado. As OSs também avançam para as outras áreas do serviço público, como Educação, Cultura e Segurança.

Em Alagoas, o governador Teotônio Vilela (PSDB) apresentou um projeto de lei das OSs, que foi travado pela ação da CUT e seus sindicatos filiados. Em Santana do Ipanema, o Hospital Regional Dr. Clodolfo Rodrigues de Mello foi entregue a uma OSs, que responde por vários processos.

 

Para o presidente do Sindsaúde, Alessandro Fernandes, as OSs são a privatizações disfarçadas. “Essa privatização travestida de OS é a cara do Governo Teotonio Vilela Filho. Há quatro meses, a população de Alagoas está sem médico e esse governo sequer cria uma mesa de diálogo para debater o assunto com a categoria. Falta compromisso, falta gestão”, criticou o sindicalista.

Durante toda a manhã, foi grande a movimentação no Calçadão do Comércio. Muitas pessoas, preocupadas com a causa,interromperam as compras no Centro para assinar o documento que pede a revogação da lei das OSs.

Contra as OSs e em defesa dos serviços públicos, o PT e o PDT entraram em 1998 com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no Supremo Tribunal Federal (STF), mas até agora a Adin não foi julgada. Em 2012, foi realizado em São Paulo o II Encontro Nacional pela Revogação da Lei das OSs, que aprovou uma campanha nacional exigindo do governo Dilma que revogue a lei, garantindo as verbas necessárias para a saúde pública. O movimento também exige dos prefeitos eleitos que revertam as OSs em seus municípios, trazendo para o poder público as unidades da saúde, façam concursos públicos e também garantam as verbas necessárias para o atendimento à população.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com