Twitter

CUT AL > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > MESMO COM PROMESSA DE CONCURSO, ALUNOS DA UNCISAL REALIZAM PROTESTO

Mesmo com promessa de concurso, alunos da Uncisal realizam protesto

30/03/2012

Os manifestantes prometem realizar uma série de protesto até o dia 06 de abril, data do retorno do Governador Teotonio Vilela.

Escrito por: Alagoas24horas

 

Estudantes da Universidade de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal), que apoiam a greve dos professores da instituição, percorreram as ruas do centro de Maceió na manhã desta quinta-feira, 29, iniciando uma série de reivindicações contra o Estado.

Os estudantes reivindicam concurso público, já autorizado em diário oficial, reajuste e equiparação salarial dos professores da instituição de ensino e assistência estudantil. Segundo Rafael Costa, representante do Diretório Central dos Estudantes da Uncisal, os estudantes estão solidários às manifestações dos professores e decidiram não apenas ficar em casa esperando as aulas voltar.

“Estamos em 'greve' também, porque entendemos que não é uma luta apenas dos professores. Estamos diante de uma instituição sucateada que corre o risco de fechar a qualquer momento, pois ela não apresenta a estrutura necessária para o seu devido funcionamento”, enfatizou Costa.

Ainda segundo ele, a principal reivindicação é a realização do concurso público para professores e uma bolsa de assistência para os estudantes. “Não estamos nas ruas apenas para cobrar a questão salarial dos professores e sim querendo uma instituição mais digna, um hospital universitário para estagiarmos. Uma bolsa assistência para que possamos ficar apenas estudando e desenvolver pesquisas em prol dos alagoanos”, argumentou.

A instituição tem 400 professores, metade efetivo e a outra metade prestadores de serviço e segundo o professor Célio Fernando uma das principais carências é de pneumologistas. “Hoje uma das nossas principais carências é de professores da área de pneumologia. Os professores antigos se aposentaram e não tem especialistas na área, por que? Porque é muito complicado, primeiro que o profissional não irá sair de seu consultório, que recebe muito bem, para ir dar aula em uma instituição que solicita uma nota fiscal e coloca um monte de empecilho”, salientou.

Ainda de acordo com Fernando, as atividades continuarão e novas ações, em conjunto com os estudantes, serão realizadas durantes as semanas que antecedem a volta do governador Teotonio Vilela ao cargo, afastado temporariamente após passar o cargo para o seu vice, José Thomaz Nonô.

O protesto que percorreu a Rua João Pessoa, antiga Rua do Sol, foi acompanhado de perto pelo helicóptero do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), da Polícia Militar de Alagoas.

Reunião com o Governo do Estado

Uma comissão dos professores da Uncisal foram recebidos pelo governador em exercício, José Thomaz Nôno, no Palácio Republica dos Palmares, centro de Maceió, na tarde desta quarta-feira, 28.

Segundo Fernando, a conversa com Nonô foi tranquila e que uma nova reunião será marcada depois do dia 06 de abril, quando Teotonio Vilela reassumirá o seu cargo como governador. “Conversamos com ele (Nonô), que se mostrou solicito a nossa manifestação, mas não definiu ainda datas. O governo em exercício pediu paciência e prometeu leva tudo para Vilela”, explicou.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE ALAGOAS
Rua General Hermes, 380 | Cambona | CEP 57017-200| Maceió | AL
Fone: (55 82) 3221.6794 - (55 82) 3336.8786| www.cut-al.org.br | e-mail: cutalagoas@gmail.com